English German Espagnol Portugese Chinese Japanese Arab Rusian Italian Norvegian Dutch Hebrew Polish Turkish Hindi
Accueil du site > Résultat du calendrier

Contribution au débat sur la philosophie dialectique du mode de formation et de transformation de la matière, de la vie, de l’homme et de la société Ce site est complémentaire de https://www.matierevolution.org/

  • O Programa de Transição, Leão Trotski

    10 de Março de 2009, por Robert Paris
    As premissas objectivas para uma revolução socialista A situação política mundial no seu conjunto caracteriza-se, antes de mais nada, pela crise histórica da direção do proletariado. A premissa econômica da revolução proletária já alcançou há muito o ponto mais elevado que possa ser atingido sob o capitalismo. As forças produtivas da humanidade deixaram de crescer. As novas invenções e os novos progressos técnicos ? não conduzem mais a um crescimento da riqueza material. As crises conjunturais, nas (...)

  • Revolução Traída, Leão Trotski

    6 de Março de 2009, por Robert Paris
    O Termidor Soviético Porque Venceu Estaline? O historiador da URSS não poderá deixar de concluir que a política da burocracia dirigente foi contraditória nas grandes questões e caracterizada por uma série de zig-zagues. A explicação ou a justificação destes zig-zagues pela "mudança de circunstâncias" é visivelmente inconsistente. Governar é, pelo menos numa certa medida, prever. A facção de Stalin de modo algum previu os inevitáveis resultados do desenvolvimento que, por várias vezes, a prostaram. Ela (...)

  • Reforma ou Revolução, Rosa luxemburg

    6 de Março de 2009, por Robert Paris
    Parte I 1. O Método Oportunista Se é verdade que as teorias são as imagens dos fenómenos do mundo exterior reflectidas no cérebro humano, é necessário acrescentar que, no concernente às teses de Bernstein, são imagens invertidas. A tese da instauração do socialismo por meio de reformas sociais – depois do abandono definitivo das reformas na Alemanha! A tese do controlo da produção pelos sindicatos –depois do faIhanço dos construtores de máquinas ingleses! A tese de uma maioria parlamentar socialista – (...)

  • Os Sindicatos na Época da Decadência Imperialista, Leon Trotsky

    6 de Março de 2009, por Robert Paris
    Os Sindicatos na Época da Decadência Imperialista Leão Trotsky 1940 A Integração das Organizações Sindicais ao Poder do Estado Há uma característica comum no desenvolvimento ou, para sermos mais exatos, na degeneração das modernas organizações sindicais de todo o mundo: sua a aproximação e sua vinculação cada vez mais estreitas com o poder estatal. Esse processo é igualmente característico dos sindicatos neutros, social-democratas, comunistas e anarquistas. Somente este fato demonstra que a tendência a (...)

  • A Revolução de 1905, Leon Trotsky

    6 mars 2009, par Robert Paris
    A Revolução de 1905 (prefácio à edição russa) Leon Trotsky 12 de janeiro de 1922 Primeira Edição : 1907 como parte de "Our Revolution" ; 1909 em Alemão ; 1922, primeira edição integral, revisada, na Rússia. Fonte : A revolução de 1905. Global Editora, transcrito do sítio da Revista Marxismo Revolucionário Atual. Tradução de : ........ Transcrição e HTML de : Fernando A. S. Araújo, janeiro 2006. Direitos de Reprodução : Marxists Internet Archive (marxists.org), 2006. A cópia ou distribuição deste documento é (...)

  • O Estado e a Revolução, Vladimir Ilitch Lenine

    6 de Março de 2009, por Robert Paris
    Capítulo I As Classes Sociais e o Estado 1. O Estado é um Produto do Antagonismo Inconciliável das Classes Dá-se com a doutrina de Marx, neste momento, aquilo que, muitas vezes, através da História, tem acontecido com as doutrinas dos pensadores revolucionários e dos dirigentes do movimento libertador das classes oprimidas. Os grandes revolucionários foram sempre perseguidos durante a vida; a sua doutrina foi sempre alvo do ódio mais feroz, das mais furiosas campanhas de mentiras e difamação por (...)

  • Manifesto do Partido Comunista, Karl Marx e Friederich Engels

    6 de Março de 2009, por Robert Paris
    Anda um espectro pela Europa — o espectro do Comunismo. Todos os poderes da velha Europa se aliaram para uma santa caçada a este espectro, o papa e o tsar, Metternich e Guizot, radicais franceses e polícias alemães. Onde está o partido de oposição que não tivesse sido vilipendiado pelos seus adversários no governo como comunista, onde está o partido de oposição que não tivesse arremessado de volta, tanto contra os oposicionistas mais progressistas como contra os seus adversários reaccionários, a (...)

0 | 10


SPIP | squelette | | Plan du site | Suivre la vie du site RSS 2.0